Para pensar:

"Em tempos de paz, os filhos sepultam os pais; em tempo de guerra, os pais sepultam os filhos." - Herodes

Páginas

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Armas Americanas: Carro de Combate Médio Sherman

O carro de combate médio M4 foi o principal carro desenhado e construído pelos Estados Unidos Da América para as forças aliadas na Segunda guerra mundial.


Carro de Combate médio Sherman
com a configuração original com canhão de  75mm.


Foram construídos mais de 50.000 deles além de centenas de veiculos derivados, denominadas com número de modelo diferente usados principalmente em casos especias.

  Chegou a ser fabricado 2000 unidades por mês, construidos em onze fábricas diferentes nos Estados Unidos. Os veículos derivados eram veículos de transporte, artilharia autopropulsada, destruidores de tanques e veículos de socorro.

No Reino Unido os M4 foram apelidados de General Sherman continuando a tradição de batizar os tanques Americanos com nomes de generais famosos. O nome britânico tornou-se popular nos Estados Unidos e os dois nomes são normalmente combinados sobre a forma de M4 Sherman.


Védeo descritivo do M4-Sherman

Depois da Segunda Guerra Mundial, os Shermans serviram na Guerra da Coreia. Muitas outras nações o usaram em combate durante o século 20. Os shermans tinham como ponto forte a manobrabilidade , a fiabilidade e um projeto que permitia a produção em quantidade.

O Sherman marcou a virada da guerra para os Aliados . Era o "cavalo de batalha" dos americanos, e apesar das suas deficiências em blindagem e combustível foi produzido em tal quantidade que impressionava os oficiais nazistas.


Modelo com canhão de 105mm
produzido apartir de fevereiro de 1944.


No entanto o Sherman nunca foi um tanque que se destacasse em nenhum campo. A sua blindagem era deficiente e ele chegou a ser conhecido pelos americanos como "Ronson" uma famosa marca de isqueiros, pela sua característica capacidade de explodir ou se incendiar com facilidade. As versões posteriores utilizaram uma "câmara de água" envolvendo o compartimento da munição para evitar explosões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário